Do Not Show Emotion

Já há muito que não punha os pés no cinema, por isso aproveitei e fui na passada quinta-feira ver o filme "A Invasão" (estou a guardar o "American Gangster" para mais tarde). A premissa é a seguinte:

Um vaivém espacial não aguenta a entrada na atmosfera terrestre e o resultado é a queda dos destroços por uma grande área dos E.U.A. . Tudo começa a ser investigado e parece que nos detritos da nave se encontram partículas biológicas extra-terrestres que, pelos vistos, conseguem contaminar os humanos de forma semelhante aos vírus. Claro que tudo é encoberto pelo Governo mas não pela razão que estamos habituados a pensar. No meio disto tudo vai-se encontrar a Dra. Carol Bennell (interpretada por Nicole Kidman), uma psicóloga cujo ex-marido (Jeremy Northam) está encarregue de investigar a causa da queda do dito vaivém. Coisas estranhas começam a passar-se e Carol Bennell vai, claro, tomar noção de tudo, com a ajuda do seu amigo colorido Ben Driscoll, um médico e o seu colega de laboratório, Dr. Stephen Galeano, interpretados respectivamente por Daniel Craig e Jeffrey Wright, que juntos vão tentar impedir esta invasão.

Quando comecei a ver este filme lembrei-me logo do filme de 1995, "Species" (ou em português corrente: "Espécie Mortal"), o filme interpretado por Natasha Henstridge. Na altura, gostei do filme mas achei que o tema podia ter sido um bocadinho melhor trabalhado - especialmente tendo em conta o calibre dos actores que entravam na película (Ben Kingsley, Alfred Molina, Michael Madsen, Forrest Whitaker). Na verdade, os argumentos são bastante semelhantes, pelo menos em traços gerais, mas penso que este "Invasão" desenvolveu um pouco mais o argumento, trabalhando mais o mecanismo de intrusão destes extraterrestres na nossa população e os seus objectivos no nosso pequeno planeta (numa vertente mais paranóica e pessimista, é certo). No entanto, senti que algo faltou e penso que a razão para isso é que o filme gira quase na totalidade em torno da personagem de Nicole Kidman - que está muito bem, como de costume, mas não é isso que importa... Daniel Craig, um actor que apenas comecei a dar atenção há pouco tempo (só lhe comecei a dar mais valor quando vi o excelente filme "Munich" e também com o último 007, apesar de já o ter visto noutros filmes como "Lara Croft: Tomb Raider", "Elizabeth" ou na mini-série mediana da BBC "Archangel"), foi muito mal aproveitado e surgiu mais como elo amoroso do que qualquer outra coisa.
Enfim, ainda está para vir um filme sobre invasão extra-terrestre que me agrade totalmente.

18 novembro 2007

13 Comments:

Pedro Duarte said...

parece que nos detritos a nave se encontram partículas biológicas extra-terrestres que pelos vistos consegue contaminar os humanos de forma semelhante aos vírus
Claro, semelhante coisa aconteceu aos portugueses recentemente : lê tudo em http://neuronioreactivo.blogspot.com/2007/06/mesmo-assim.html

"Elisabeth" ... está aí um filme q fiquei de ver (o I, não o II q anda agora por aí...)

Izzi said...

LOL, gostei dessa chamada de atenção. Vê lá que não tenho dado conta disso...

O "Elizabeth" só vi uma ou duas vezes , e por isso, agora que me dei conta deste facto, tenho de o rever rapidamente. lol

Não sei é se vou chegar a ver a sequela...o tempo é escasso e as opiniões em geral não são muito abonatórias...

Jedi Master Atomic said...

É assim (lol): achei o filme engraçado. Nothing more, nothing less.

Se bem que teve piada ver os presidentes dos EUA e Venezuela a apertar as mãos. lol

Mas podemos dizer que o filme tinha quase tanta ação como o 1º andamento da sonata ao luar, não é Izzi? :P

Tania Pato said...

mas foi dinheiro bem gasto? loll :p

_Loot_ said...

Acho que já existem dois filmes mais antigos baseados neste livro e ouvi dizer que eram melhores quee ste novo remake, mas não vi nenhum.

Não sabia que este filme tinha o Jeffrey Wright, é um actor que gosto muito.

Sobre filmes de extra-terrestres, já viste o Dark City?

Izzi said...

Ai tânia tânia...LOL
Se tivesse pago o bilhete inteiro, acho que era demais...vale, quanto muito, o preço de segunda-feira, e e...

Eu não conhecia nenhum filme com o mesmo argumento...Também gosto do Jeffrey Wright, mas lá está, mais um actor completamente sub-aproveitado...enfim, Winter is Here!!! Weeee (sim, completamente fora do tema, mas apeteceu-me, depois desta trovoada tremenda...).

Já ouvi falar desse Dark City, mas nunca vi, vou cuscar...
Humm, tem o William Hurt!! E a Jennifer Connelly!! Tenho de pôr na lista de espera para ver ;) E urgentemente!

Izzi said...

Jedi, mas que dica foi essa da Sonata ao Luar? Andaste a cuscar o meu myspace, não? lol
Olha que o primeiro andamento da Sonata ao Luar de Beethoven é bastante interessante e quem a ouve com atenção não se deixa aborrecer ;)

_Loot_ said...

Não sei se será o filme que te agradará totalmente sobre extra-terrestres mas eu gostei :) (sobre o Dark City)

Quanto às outras versões cinematográficas de Invasion, devem ser estes:
http://imdb.com/title/tt0077745/

http://imdb.com/title/tt0049366/

Jedi Master Atomic said...

Claro que andei a cuscar....:P

Eu não disse que o 1º andamento não era interessante. Apenas falei na ação, para demonstrar que o filme me pareceu num ritmo muito adagio :P

Se fosse o 3º andamento.....lol :P

Cataclismo Cerebral said...

The Invasion é o 3º remake da obra inaugural "Invasion of the Body Snatchers" (que conheceu remakes em 1978 e 1993). Achei o filme razoável, mas pouco mais que isso...

Izzi said...

Jedi, seu cusco ;) Sim, o 3.º andamento é quase diabólico...pelo menos para mim...lol

Pois é...eu bem que me parecia que já tinha lido esse título algures - quando procurei o The Invasion no IMDB dizia que também era conhecido como "Invasion of the Body Snatchers", o que achei esquisito. Mas pronto está explicado - já fui ver os links.
Obrigada pela info Loot e Cataclismo :)

Tenho de arranjar aqui uma caixinha de conversas para trocar ideias, mas ainda não arranjei maneira...Um caso a pensar...

Jedi Master Atomic said...

Um Jedi Master não é cusco. Ele busca o conhecimento.

lol

PS: Nunca consegui tocar o 3º, pelo menos à velocidade "real"...lol

Izzi said...

Pois, como eu te compreendo...mas nada que não se consiga com muita prática lenta ;)

Por acaso nunca estudei a sério essa peça, só a toco por gozo, o que denuncia logo a qualidade com que é tocada...coitado do Ludwig Van...lol