Eu gostava que o Johnny Depp finalmente ganhasse um Oscarzito (for what is worth...), mas com uma interpretação destas, acho que ainda não é este ano.

20 fevereiro 2008

9 Comments:

_Loot_ said...

Já foste ver ;)

Estou ansioso por ir também.

Jedi Master Atomic said...

Não estou muito interessado em ir ver esse filme, mas gostei muito do Depp no Sweeny Todd.

Izzi said...

Pois é Loot, tive de aproveitar esta semana, senão só via quando desse na tv e só não fui ver na sexta quando vi o "Lust, Caution", porque não me estava a apetecer ficar no cinema das 2 da tarde até às 8 e tal da noite...lol

Jedi, acho que fazes muito mal, é um filme que recomendo vivamente! Quando tiver o meu computadorzinho de volta escrevo algo sobre ele.
Além disso, o Depp fica bem em qualquer filme. Até hoje não vi nenhum filme em que ele estivesse mal, mas o Daniel Day Lewis tem um papel um pouco mais interessante e interpreta-o de forma, devo dizer, magistral. A minha aposta para o óscar de melhor actor vai mesmo para ele, apesar de ainda não ter visto o "Valey of Elah", que quase de certeza não irei ver (muito dramalhão para o meu gosto...) e o Michael Clayton (este estou desejosa para ver há meses :).

_Loot_ said...

Ah tens andados em computador isso pode ser problemático nos dias de hoje :P

Dificilmente me hão-de ouvir falar mal de Johnny Depp ele é magistral e um dos meus favoritos. Mas não mais do que o é Daniel Day-Lewis, esse monstro da sétima arte.
Ainda não vi este filme, mas qualquer representação de Day-Lewis é carregada de uma enorme força, por isso não me surpreendem todos os elogios que lhe são dirigidos.

Penso que este ano as estatuetas estão mais que entregues a Day-Lewis e a Javier Bardem, outro dos melhores actores da actualidade.

Mas claro está que todos devem ter tido representações notáveis, Johhny Depp, Viggo Mortensen e Emile Hirsh (apesar de este último não estar nomeado para o óscar) eu já pude comprovar que estão fantásticos.

bjs

Izzi said...

Sim, sim, concordo contigo. Também gostei muito do Mortensen (e do filme em si...). Ainda não vi o "Into the Wild", mas andam uns zum-zuns à minha volta que fazem do filme uma obra-prima - tenho de ir ver.

E sim, ficar sem computador nos dias que correm é realmente grave! Especialmente quando preciso dele para trabalhar (isto de ocupar computadores alheios não sabe a nada).

Jedi Master Atomic said...

Izzi,

Fui ver o Miguel Clayton (lol) e gostei bastante (George Clooney é mesmo bom)....Quanto ao blood, não me convences. Só se for arrastado por alguem....lol

Um pequeno à parte: já tenho comigo o CD dos 3 pianos. A 10 é a minha favorita :P

looT said...

Já vi e como suspeitava o óscar ficou em boas mãos :)

bj

Cataclismo Cerebral said...

O There Will Be Blood é magnífico. E o In The Valley Of Elah é tudo menos um dramalhão (só a personagem rígida do Tommy Lee Jones dá o mote à essência do filme)...

Araço!

Izzi said...

Eu também acho o "There Will Be Blood" uma grande obra e tive pena de não ter recebido mais prémios, mas acho que não foram mal entregues - o "No Country For Old Men" já tá na lista de espera há algum tempo, a ver se o vou ver logo que possa.

O "Valley of Elah" não devo ir ver ao cinema...vai mesmo ficar para depois...


Entretanto, o computador está difícil de voltar da manutenção, por isso isto tem andado mortiço para os meus lados...Mas eu hei-de voltar.