I Will Have Vengeance

Ah! Como é bom ter uns dias sem ter de fazer o que quer que seja. Como tal, estou a aproveitar para ver o máximo de filmes no cinema que puder, porque daqui a um mês e durante não sei quantos mais, lá se vai a minha vida in the dark room...:(
Como o "Atonement" vai concerteza ficar pelos cinemas mais umas boas semanas, hoje decidi-me por um dos filmes de estreia, "Sweeney Todd - The Devil Barber of Fleet Street", pelo Tim Burton. Gostava de ter ido ver a peça ao Teatro Aberto, mas como não havia companhia, acabei por não ir.

"Sweeney Todd" é a estória de Benjamin Barker (Johnny Depp), o melhor barbeiro de Londres, que devido à inveja e cobiça do Juiz Turpin (Alan Rickman), é incriminado de um crime que não cometeu e perde a mulher e a filha. Barker volta de novo a Londres, 15 anos depois e claro que tudo o que ele quer é vingança contra aquele que desgraçou a sua vida. A partir deste momento ele passa a chamar-se Sweeney Todd e instala-se na sua antiga casa com o apoio de Mrs. Lovett (Helena Bonham Carter). O filme conta ainda com a presença de Timothy Spall, Sasha Baron Cohen e um quase estreante, Jamie Campbell Bower.

Esta é uma adaptação da peça homónima escrita por Steven Sondheim, um escritor muito conhecido tanto de peças apresentadas na Broadway ("Little Night Music"...ah, como eu adoro "Send in the Clowns"! Parece que foi escrita de propósito por Sondheim para a actriz Glynis Johns apesar de se ter tornado mais conhecida na voz de Frank Sinatra) ou mesmo de filmes, como "West Side Story".


Estava assim um bocado sem saber o que esperar disto. É claro que o Tim Burton já tinha feito musicais, mas os que eu conheço são todos com os bonequitos (e ainda não consegui ver nenhum deles até ao fim; o único que vi na totalidade foi o "Vincent") - para mim é um pouco diferente cantar por cima de uma animação e ter de cantar ao mesmo tempo que se tem de interpretar (se bem que, quando se canta uma canção tem-se sempre de fazer uma interpretação e fazer um pouco de actor). Mas, ainda não vi um único filme de Burton que não gostasse e eu gosto de musicais (pelo menos quando são bem feitos). Por isso, não tinha grandes hipóteses de sair dali desiludida :) Eu recomendo e acho que vale bem os 5 euros e tal, but you tell me!

Só mais uma nota de referência aos globos de ouro (que coisa mais frouxa foi aquilo, este ano...) ganhos na categoria de melhor filme e de melhor actor (musical ou comédia) e para as nomeações para os óscares nas categorias de Melhor Actor, para Johnny Depp (quando é que este homem recebe um Óscar??), de Art Direction (não me ocorre agora o nome da categoria em português...) para Dante Ferretti (Art Direction) e Francesca Lo Schiavo (Set Decoration), ambos já nomeados anteriormente por vários filmes; e Guarda-Roupa, para Colleen Atwood, que também já foi nomeada por vários filmes, ganhando mesmo com "Memoirs of a Geisha" e "Chicago".

01 fevereiro 2008

4 Comments:

Jedi Master Atomic said...

Este está em lista de espera. Ontem vi o Cliverfield e adorei... ;)

O Atonement já não gostei tanto, tirando um detalhe ou outro.

_Loot_ said...

Ahhhhhhhh que inveja já foste ver :P

Izzi said...

Acho que ainda não é hoje que vou ver o "Atonement"...Agora ando mais em pulgas para ir ver o "There Will Be Blood", isto porque só ontem, no cinema, é que vi o trailer (agora ando numa de conhecer o menos possível de cada filme, só o básico).

Já estás todo roidinho Loot?? LOL ;)

O Homem que Sabia Demasiado said...

Tim Burton não consegue desiludir. só que quem não gostar de filmes musicais, mesmo sendo fã de Burton, poderá vir a não gostar de "Sweeney Todd"...
VA