Indy

Já quase toda a população foi, concerteza, ver o novo filme das aventuras do mais que famoso Indiana Jones, a.k.a. Henry Jones Jr.. Já muito se escreveu por essa net fora acerca do mesmo e já reparei que não há muito meio termo: ou se gosta ou se detesta (a palavra "desilusão" já foi utilizada vezes sem conta).

Eu sou daquelas pessoas que já viu os filmes anteriores vezes sem conta. Nunca os fui ver ao cinema, porque com 5 ou 6 anos, que era a idade que tinha na altura da estreia do "Indiana Jones and the Last Crusade", ainda não tinha o hábito de ver filmes regularmente no cinema. No entanto, em chegando as férias grandes eu e o meu irmão fartáva-mo-nos de rodar aquelas cassetes gravadas da tv (eram estes e os filmes do Starwars). Por isso, já se vê que eu adoro esta saga. Já ouvia falar do próximo filme do Indy há mais de 10 anos por isso, para mim, a expectativa nunca foi assim tão elevada, porque andava mais que cansada de ouvir falar em tal tema. Claro que gostava de ver uma nova aventura do arqueólogo mais famoso do planeta, mas os tempos são outros e as pessoas mudam.
Então, lá fui eu ver o Sr. Indy ao cinema e posso dizer que não fiquei nada desiludida. É um filme de aventuras, cheio de cenas de acção, cómicas, com uma estória engraçada e que bate num tema muito interessante (pelo menos para mim...). Harrison Ford, está obviamente mais velho mas, estranhamente (ou não), assenta bem na personagem. Shia LaBeouf só confirma o que já se esperava dele. Achei a personagem interpretada pela Cate Blanchett um bocado excêntrica demais, até para este tipo de filmes, mas se pensarmos bem, o que não falou nos filmes do Indiana Jones foram personagens excêntricas. Basta recordar o Major Arnold Toht em "Raiders of the Lost Ark" ou Mola Ram em "Indiana Jones and the Temple of Doom".

Penso que o que levou a todo este contra-senso relativamente ao filme "Indiana Jones and the Kingdom of the Cristal Skull" foi a distância temporal ao anterior filme. Parece que não, mas já passaram quase 20 anos desde que "Indiana Jones and the Last Crusade" estreou nas salas de cinema. Penso que foi Markl quem escreveu que a personagem do Indiana Jones não envelheceu connosco e eu penso que é mesmo essa a razão porque tanta gente não gostou do filme. Indiana Jones permaneceu o mesmo e talvez com o tempo, se venha a reconsiderar o que se tem escrito por aí. Só tive pena de Sean Connery não ter entrado também neste filme, mas enfim...

É claro que também achei que o filme teve algumas falhas e uma delas foi talvez a subutilização de John Hurt e também uma falta de entrosamento entre a personagem de Indiana Jones com a de George McHale (Ray Winstone). Karen Allen também não me pareceu muito bem, mas talvez tenha sido só impressão minha.

A única coisa que achei um pouco desnecessária foi a cena à Tarzan lá para o fim do filme.

No entanto, apesar de tudo isto, acho que é um filme que vale a pena ir ver ao cinema, pelo menos para quem gosta desta saga.

Pronto, podem-me espancar agora...lol

30 maio 2008

5 Comments:

looT said...

Bem vou começar o espancamento:

Concordo contigo lol

Também gostei, acho que o vilão é excêntrico mas como dizes faz parte.
Grande mas mesmo grande Harrison Ford.
E para terminar não é o melhor mas diverti-me muito.

Pedro Duarte said...

Gostei do filme, sim, embora note-se que o peso da idade chegou ao Harrison, mas o q se esperava? :) Pessoalm/ achei engraçada a cena à Tarzan - acho q faz parte da boa disposição q caeacteriza esta série de filmes.

Só um reparo de ordem construtiva : escreves frequentemente o termo "estórias" qnd na verdade (ainda) deve ser "histórias". Talvez com o próximo "acordo" da Lígua "Portuguesa" as coisas venham a mudar. Estás a pensar no futuro? :)

Izzi said...

Ah que alívio! Ainda não levei com nenhuma pedra! lol

Pedro, eu já uso esse termo há que tempos, convencida de que já existe há algum tempo na Língua Portuguesa. Mas como não consigo encontrar nada que o indique vou aceitar o teu reparo e mudar a escrita :)

Jedi Master Atomic said...

Mas que "estória" Izzi...lol
"História" fica muito melhor :P

Vi o fillme e gostei, mas não vou adiantar mais porque fiz um post sobre isso.

Rui Luís Lima said...

olá izzi!
obrigado pelo reparo no Indiana, já foi rectificado;)
foi na verdade uma pena não terem oferecido a John Hurt a personagem que ele merecia, ofereceram-nos apenas o desenho.
beijinhos
paula e rui lima